Direitos e Deveres

Direitos e Deveres

Direitos dos Voluntários:

- Acordar com a organização promotora um programa de voluntariado, que regule os termos e condições do trabalho que vai realizar;
- Ter acesso a programas de formação inicial e contínua;
- Beneficiar do regime específico de Segurança Social e de outros benefícios e compensações concretas estabelecidos na lei;
- Obter declaração que certifique o trabalho desenvolvido como voluntário;
- Desenvolver um trabalho de acordo com os seus conhecimentos, experiências e motivações;
- Receber apoio no desempenho do seu trabalho com acompanhamento e avaliação técnica;
- Ter ambiente de trabalho favorável e em condições de higiene e segurança;
- Participação das decisões que dizem respeito ao seu trabalho.

Deveres do Voluntário:

Para com os destinatários:

-Respeitar a vida privada e a dignidade da pessoa;
-Respeitar as convicções ideológicas, religiosas e culturais;
-Guardar sigilo sobre assuntos confidenciais;
-Usar de bom senso na resolução de assuntos imprevistos, informando os respectivos responsáveis;
-Actuar de forma gratuita e desinteressada, sem esperar contrapartidas e compensações patrimoniais;
-Contribuir para o desenvolvimento pessoal e integral do destinatário.

Para com a organização promotora:

- Observar os princípios e normas inerentes à actividade, em função dos domínios em que se insere;
- Conhecer e respeitar estatutos e funcionamento da organização, bem como as normas dos respectivos programas e projectos;
- Actuar de forma diligente, isenta e solidária;
- Zelar pela boa utilização dos bens e meios postos ao seu dispor;
- Participar em programas de formação para um melhor desempenho do seu trabalho;
- Garantir a regularidade do exercício do trabalho voluntário;
- Não assumir o papel de representante da organização sem seu conhecimento ou prévia autorização;
- Informar a organização promotora com a maior antecedência possível sempre que pretenda interromper ou cessar o trabalho voluntário.

Para com os profissionais

- Colaborar com os profissionais da organização promotora, potenciando a sua actuação no âmbito de partilha de informação e em função das orientações técnicas;

Para com os outros voluntários:

- Respeitar a dignidade e liberdade dos outros voluntários, reconhecendo-os como pares e valorizando o seu trabalho.

Partilhar conteúdo: