CRUZ VERMELHA PORTUGUESA - DELEGAÇÃO DE ÉVORA PROCURA VOLUNTÁRIOS PARA DAR FORMAÇÃO NA ACADEMIA CVP


O QUE É A CRUZ VERMELHA PORTUGUESA – DELEGAÇÃO DE ÉVORA
- A Cruz Vermelha Portuguesa é uma instituição humanitária não governamental de carácter voluntário e de interesse público, sem fins lucrativos, que desenvolve a sua actividade no respeito pelo Direito Internacional Humanitário e em obediência aos Princípios Fundamentais e recomendações do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.
- Constitui missão da Cruz Vermelha Portuguesa prestar assistência humanitária e social – em especial aos mais vulneráveis – prevenindo e reparando o sofrimento, e contribuindo para a defesa da vida, da saúde e da dignidade humana.
- A Delegação de Évora dá resposta a situações de vulnerabilidade em que estejam em causa a dignidade e saúde humanas.
- As diferentes respostas disponibilizadas à comunidade por esta Delegação vão desde a acção social, às diferentes equipas de emergência não esquecendo a formação específica.

O QUE É O PROJECTO Academia CVP?
- A Academia CVP tem como principal objectivo proporcionar à comunidade actividades diversificadas, promotoras de qualidade de vida.
- Assim, para o ano lectivo 2010/2011 as actividades a desenvolver são: Yoga, Pilates, Ginástica de Manutenção, Desenho como Terapia, Auto-Estima, Gestão para não Gestores, Tecnologias de Informação e Comunicação, Auto-Conhecimento.
- Contudo, pretendem-se proporcionar novas actividades desde que para tal existam voluntários formadores em diversas áreas de conhecimento, tais como: artes, línguas estrangeiras e materna (alfabetização), postura e relaxamento, trabalhos manuais entre outras.

PERFIL DO VOLUNTÁRIO?
São sete os princípios básicos nos quais assenta o perfil do voluntário da Cruz Vermelha:
1. Participativo - concretizado através das diferentes actividades e nos órgãos próprios da Instituição.
2. Comprometido com todos, em especial com os mais vulneráveis.
3. Capacitado/Formado - o voluntário deve ter uma formação específica para a actividade que desenvolve.
4. Motivado - fundamental para a continuidade do Voluntariado, supõe uma especial atenção às expectativas e necessidades do voluntário, bem como um acompanhamento da sua acção.
5. Disponível para as tarefas que se propõe, bem como no tempo dado à formação e participação.
6. Polivalente - a participação deve ser diversificada a nível do campo de acção, rentabilizando ao máximo os recursos.
7. Cooperativo - ser capaz de trabalhar em equipa é fundamental para o desenvolvimento dos objectivos a que se propõe a Instituição.

COMO CONTRIBUIR?
- Os voluntários deverão organizar sessões nas áreas temáticas que elegeram (artes, línguas estrangeiras e materna-alfabetização, postura e relaxamento, trabalhos manuais, entre outras que os voluntários queiram sugerir), devendo transmitir os conhecimentos de uma forma simples e concisa.
- O horário de funcionamento da Academia é, em dias úteis, entre as 9h00 e as 18h00.
- Os voluntários deverão apresentar disponibilidade de, pelo menos, 1h por semana.

O QUE É QUE A CVP – DELEGAÇÃO DE ÉVORA OFERECE AOS VOLUNTÁRIOS?
- Os Voluntários recebem Formação Institucional e, posteriormente, serão credenciados pela Instituição;
- Receberão informação sobre os objectivos, duração e lugar da actividade que irão realizar;
- Realizarão a acção voluntária de acordo com as suas capacidades, aptidões e interesses;
- Serão reconhecidos pelo trabalho que desenvolvem com acreditação e certificação;
- Participarão nas decisões que dizem respeito ao seu trabalho;
- Integrarão uma apólice de seguros de acidentes pessoais.

Se tem interesse e disponibilidade para fazer voluntariado e quer conhecer melhor este projecto contacte o Banco de Voluntariado, até ao dia 12 de Janeiro, que organizará o encontro com os responsáveis da Academia CVP.

Contactos:
266 748 300 | bancodevoluntariado@fea.pt

Partilhar conteúdo: