O Banco de Voluntariado do Município da Amadora esteve em Évora para conhecer o Voluntariado da Fundação Eugénio de Almeida

No passado dia 16 de setembro, a Fundação Eugénio de Almeida recebeu no Centro de Inovação Social a visita do Banco Local de Voluntariado do Município da Amadora, uma iniciativa que visa partilhar boas práticas em Voluntariado.

A visita iniciou-se com o acolhimento por parte de Henrique Sim-Sim, Coordenador da Área Social e de Desenvolvimento, que sumariamente apresentou o Programa de Voluntariado da Fundação, e falou um pouco sobre os atuais desafios à prática de voluntariado, nomeadamente a tendência do voluntariado pontual, a ocorrência de uma opinião publica pouco esclarecida sobre o que é o voluntariado, e os últimos dados da Conta Satélite do INE, na qual se regista uma diminuição do numero de voluntários em Portugal.

Enquanto as Técnicas do Programa de Voluntariado, Inês Gonçalves e Nazaré de Jesus, reuniam com a equipa técnica do Banco Local de Voluntariado do Município da Amadora para partilha de experiências e práticas, conhecimento e procedimentos, e pontos de contacto para o estabelecimento de projetos comuns no futuro, os voluntários deste Banco Local de Voluntariado puderam visitar o Paço de São Miguel através do Serviço Educativo da Fundação que guiou os visitantes pela história e pelo espaço emblemático da Fundação.

Ao longo deste ano várias organizações e municípios locais, regionais e nacionais procuraram a Fundação para recolher informação e conhecimento através de visitas de boas práticas sobre o Programa de Voluntariado da Fundação, tais como o Município de Ferreira do Alentejo, o Município de Almada, e a Santa Casa da Misericórdia de Azaruja.

Para a Equipa Técnica do Programa de Voluntariado, estas visitas são oportunidades de reflexão conjunta e de aprendizagem mútua, mantendo-se disponível para acolher distintas organizações.

A Fundação, para além da forte aposta na qualificação dos diversos agentes, promove também alguns projetos de intervenção, como o Voluntariado de Proximidade, o Voluntariado Cultural e, mais recentemente, o Voluntariado em Cuidados Continuados.

A Fundação Eugénio de Almeida atua neste campo desde há 17 anos, através de um programa inovador com vista à valorização e qualificação da sua prática e dos seus agentes, promovendo uma cultura de solidariedade e de cidadania ativa, cumprindo também por este meio a sua missão no campo social.

   

Partilhar conteúdo: