50 horas de Voluntariado

Cozinha Social da Fundação Eugénio de Almeida

A Fundação Eugénio de Almeida está empenhada em criar as condições, para apoiar a retoma da vida das pessoas, provocada pela pandemia Covid-19, e com esta nova realidade preparou um conjunto articulado de respostas ao contexto social e económico para prestar apoio às pessoas mais vulneráveis, de forma positiva e assertiva, quer no imediato, quer no curto e no médio prazo.

 

Uma das formas que a Fundação encontrou para prestar esse apoio foi contribuir com o fornecimento de refeições às pessoas e famílias da nossa comunidade através da Cozinha Social da Fundação.

 

Mas a Fundação quis ir mais além e estar ainda mais próxima das pessoas, criar laços e proximidade e transmitir a mensagem de que todos podemos ajudar e contribuir para, em conjunto, superar as dificuldades provocadas pela pandemia Covid-19.

 

Por isso organizou um projeto de voluntariado para a Cozinha Social no qual, cada voluntário, dá um pouco de si e do seu tempo para ajudar na distribuição das refeições e, através desse contributo, transmitir um exemplo de esperança, confiança e dedicação a quem mais precisa.

 

O projeto de voluntariado iniciou em 18 de Maio e hoje foram alcançadas as 50 horas de trabalho voluntário prestadas por 10 voluntários. Simbolicamente, celebramos convosco esta meta, ilustrando através das fotos partilhadas este generoso contributo.

 

Os voluntários integrados neste Projeto cumprem todas as orientações da Direção Geral de Saúde para a autoproteção e prevenção do contágio a terceiros, bem como estão enquadrados de acordo com as melhores práticas de gestão de projetos em voluntariado.

 

Agradecemos aos voluntários todo o empenho e dedicação que têm tido para com esta causa, relembrando que as portas da Fundação Eugénio de Almeida estão sempre abertas à solidariedade.  Estão abertas para si.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhar conteúdo: