Exposições 2016

Habitar Portugal 12-14

Numa coprodução com a Ordem dos Arquitetos, esta exposição reúne uma seleção de 80 projetos de arquitetura contemporânea, e pretende refletir sobre o tema está a arquitetura sob resgate? na produção arquitetónica portuguesa entre 2012 e 2014.

Patrícia J. Reis

A instalação áudio-visual-táctil interativa “Por baixo da pele outra pele\", constitui o projeto final da tese de doutoramento de Patrícia J. Reis. Dispositivos técnicos convidam o público à participação física, à envolvência sensorial e corporalizada.

António Bolota - Cume

Nesta exposição, concebida especificamente para o Fórum, a sua primeira individual numa instituição museológica, António Bolota trabalha com a memória da construção e das tradições locais.

Todo o Património é Poesia

Pensada para o 30º aniversário da classificação de Évora como Património Mundial pela Unesco, esta exposição abre novas perspetivas para uma reflexão aberta sobre o Património, e propõe-se ser um elo de contemporaneidade entre a memória e o futuro.

Michael Biberstein: Realidade Suspensa

Reto Pulfer: Estados de Rememoração

Daniel Blaufuks

Drawing Matter

Curadoria: Manuel Montenegro, Drawing Matter.

O Bairro da Malagueira (Álvaro Siza, 1977-…) é frequentemente considerado uma das obras de referência da história da arquitetura contemporânea.

Departamento dos Futuros Abandonados

Para o Fórum Eugénio de Almeida, e na sua primeira exposição individual em Portugal, Koester apresenta uma complexa instalação de filmes e som, a qual inclui a estreia de uma nova obra.

Equilibrando a linha ténue entre o documentário e a ficção, os filmes, fotografias e instalações, Joachim Koester reexamina e ativa histórias esquecidas, utopias falhadas e

 

 

 

o absoleto.

Ah, Finalmente, Natureza

Partindo da paisagem Colombiana e Portuguesa, Albergaria cria peças que misturam matérias e soluções naturais de ambos os países.

Nicolás Paris

Paris irá trabalhar com o Fórum e com um grupo de estudo para ativar o seu trabalho e, através de intervenções mensais no interior do edifício, questionar a forma como este lugar é habitado.

Partilhar conteúdo: