Duas ou três coisas...

 

As cidades são labirintos de saberes, de vozes, de perspetivas, de diferenças. As cidades são palco de encontros, de diálgos, de partilha. 

Em jeito de laboratório, participado e aberto, o Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida promove uma série de encontros com saberes, vozes e perspetivas da cidade, procurando campos de debate que cruzam Évora com os seus horizontes atuais. Durante o mês de janeiro, o Centro de Arte e Cultura toma de empréstimo o título de Jean-Luc Godard Duas ou três coisas que eu sei dela e torna-se uma sala da cidade. Esperamos por si com Duas ou três coisas…

 

Centro de Arte e Cultura
Entrada livre, limitada aos lugares disponíveis

Em todos os eventos é obrigatória a apresentação de certificado digital (de acordo com normas da DGS em vigor).

 

 

PROGRAMA 

19 DE JANEIRO | 18H00
Livrarias independentes
Com Helena Girão Santos, 20 anos de Fonte de Letras

Harmonia: uma sociedade eborense no século XXI
Com Isaac Fandinga, Presidente da Direção da SHE

 

20 DE JANEIRO | 18H00
Uma carta e outros projetos
Com Anabela Calatróia

A tatuagem como uma das belas artes…
Com Ariel de Almeida (Ariel Porque Sim)
A jovem artista vem apresentar um olhar diferente sobre a tatuagem. A tatuagem como ato de auto-inscrição, focando o seu trabalho na frase “com tinta me dispo”.

 

21 DE JANEIRO | 18H00
Cartografias da cidade
Cinco jovens performers apresentam a documentação do seu trabalho de inquirição sobre a cidade. Os projetos, realizados no âmbito da disciplina de Performance da Licenciatura em Teatro da Universidade de Évora, interrogaram a cidade nas suas carências, nas suas in-diferenças, a caminho de uma política de afetos performativa, mobilizadora e inquietante.

Coordenação de Beatriz Cantinho (PhD)

Trabalhos de Danilsa Gonçalves, David Almeida, Fabrísio Canifas Delgado, Hoana Gonçalves, Manuel Prazeres. 

 

22 DE JANEIRO | 16H00
Évora e cidadania: o tempo das crianças?
Com Fernando Moital
Uma conversa  à volta da importância da participação das crianças na vida da cidade. Porquê? Como? O que já se fez e o que se pode fazer? A conversa será enriquecida com a presença de algumas crianças que partilharão os seus sonhos, interrogações, entusiasmos e sugestões para uma cidade mais participada também pelos mais jovens cidadãos.

A vida dura
Com Diogo Duro

 

26 DE JANEIRO | 18H00
Residências de criação arte & ciência: um projeto em gestação
Com Miguel Bastos Araújo
Universidade de Évora

 

27 DE JANEIRO | 18H00
Évora, Uma Cidade Candidata a Capital Europeia da Cultura
Com Paula Mota Garcia, Coordenadora da Equipa de Missão Évora 2027

 

28 DE JANEIRO | 18H00
10 anos de carreira celebrados com novos projetos e com memórias fortes
Com Luís Pucarinho

 

29 DE JANEIRO | 16H00
O estado da arte
A revista Electra apresenta, no seu último número de 2021, um dossier com questionamentos e inquietações hoje fundamentais sobre arte contemporânea. É em torno desse dossier que se organiza esta sessão, reunindo António Guerreiro (Editor da revista), José Manuel dos Santos (Diretor Artístico da Fundação EDP), José Miguel Gervásio (Artista, Mestre em Práticas Artísticas pela Universidade de Évora) e José Alberto Ferreira (Diretor Artístico do Centro de Arte e Cultura).

 

 

 

Partilhar conteúdo: