Duas ou três coisas...

 

22 de janeiro | 16h00
Centro de Arte e Cultura
Entrada livre, limitada aos lugares disponíveis

É obrigatória a apresentação de certificado digital (de acordo com normas da DGS em vigor).

 

Évora e cidadania: o tempo das crianças?
Com Fernando Moital e as crianças: Álvaro Mendes (8 anos), Mariana Baião (11 anos) e Sarah Rodrigues (12 anos)
Uma conversa  à volta da importância da participação das crianças na vida da cidade. Porquê? Como? O que já se fez e o que se pode fazer? A conversa será enriquecida com a presença de três crianças que partilharão os seus sonhos, interrogações, entusiasmos e sugestões para uma cidade mais participada também pelos mais jovens cidadãos.

Fernando Moital
Pai, 53 anos, professor de (de)formação. Dinamizador da Comunidade da Escola Horta das Figueiras. Atualmente é coordenador pedagógico do Projeto Além Risco.

 

A vida dura
Com Diogo Duro
Uma conversa/performance com um palhaço que não vive no circo.
O que implica ser artista independente e como este se pôde independentizar.
A história de um percurso artístico que ainda dura.

Diogo Duro (1981) começou a sua formação como animador circense no Teatrinho de Santarém, em 1994. Participou em vários projetos ligados ao circo e à animação de rua. Em 2004, ingressou na companhia profissional Pim Teatro onde, durante dez anos, participou em todos os espetáculos da companhia como ator, animador e formador.
Em 2014, licenciou-se em Teatro e iniciou o seu projeto a solo na área do Clown e novo circo “Click to Click”, com a direcção de Osvaldo Maggi.
Durante a sua formação, trabalhou com nomes como, Philipe Gaulier, Leo Bassi, Jesús Jara, Jef Jonhson, Johnny Melville, entre outros. Em 2016, fundou a Boa Companhia que se dedica à criação de espetáculos de teatro e música para todos os públicos.

Partilhar conteúdo: