Do outro lado

Coleção Ibero-americana do MEIAC


Saint Clair Cemin, Guardian Angel, 1990

 

 

Data prevista: 19 de junho de 2021
Curadoria de José Ángel Torres Salguero
Centro de Arte e Cultura, Piso 1

 

Desde a sua inauguração que o Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo (MEIAC), situado em Badajoz, tem mantido um fortíssimo vínculo com a criação artística de países da América Latina, já que esse foi  um dos seus princípios presente no seu programa fundador.

Com mais de duzentas obras e 73 artistas latino-americanos representados em acervo, envolvendo uma grande diversidade de meios (da pintura à net-art, passando pela instalação e o vídeo), o MEIAC expõe neste contexto uma selecção dos mais representativos artistas e trabalhos da  sua coleção, cumprindo uma das suas missões fundamentais e celebrando os seus 25 anos de existência ao trazer ao público português a pujante cena latino-americana da arte contemporânea. A exposição realiza-se no âmbito da parceria que a Fundação Eugénio de Almeida estabeleceu com o MEIAC com vista à disseminação do trabalho de artistas dos dois territórios, numa estratégia de diálogo transfronteiriço.

 

 

 

 

Partilhar conteúdo: