Quartas de grupo

com Isabel Sabino

 

 

6 de fevereiro | 18h00

Coletivo vs Individual - alguns casos e porquês

Tendo como ponto de partida a história e a memória do Grupo 8, esta conversa poderá lançar algumas pistas sobre os contornos, modelos e experiências que têm dado forma ao processo criativo, quer enquanto projeto colaborativo, quer no que constitui a prática artística individual.

Entrada livre

 

 

N. Lisboa, 1955. Lic. em Artes Plásticas-Pintura (ESBAL, 1978); estágio docente do MEC (1979); agreg./equip. Dout. (ESBAL 1992); agreg. Univ. (U. Lisboa 1999). Docente no Ensino Secundário (1976-1982), no Ensino Universitário em Belas Artes (ESBAL/FBAUL, desde 1982); atualmente professora catedrática (FBAUL). Diretora artística das exposições na Amascultura/Teatro da Malaposta (1993-1995). Docente convidada na ESTC (Cinema) em 2002 e 2003. Membro dos: Centro de investigação Cieba (FBAUL); Centro de investigação i2ads (FBAUP); ANBA (Academia Nacional de Belas Artes).

Textos publicados, curta seleção: A Pintura Depois da Pintura (FBAUL, 2000); As flores na nossa mesa (a propósito da política na arte) (Trajectos, ISCTE, 2011); Surfing, sob um céu cor de tinta. Algumas notas sobre a melancolia na pintura contemporânea (Em Arte & Melancolia. U. Nova, 2011); CO LABORARE: some reflections about expanded authorship. (Em Relational Spaces: A new expanded field for art and thought. i2ads/FBAUP/ Artinsite/Transforma AC, 2012); E se eu fosse uma Guerrilla Girl? #2 (Em Arte e Género. Mulheres e Criação Artística. Cieba/FBAUL, 2013); Com ou sem tintas: composição, ainda? (Coord. Cieba, 2013); Como a poeira no ar e no rastro de uma nuvem: Mapeando a pintura contemporânea. (Intermeios, Brasil, 2015); And Painting? A pintura contemporânea em questão. (Coord. Cieba, 2014); She sells sea shells: notas para uma poética (e uma política) em pintura (RevistaVisuais, Brasil, 2015); Fiction and drift. On the Painting of Jorge Martins. (Tap Seat Gallery, Macau, China, 2017); Ainda aquela Nuvem (Em Nuvens no Papel. Editora PROEX-UFES, Brasil, 2018).

Seleção de trabalho artístico: Individuais Four seasons, please! (2019, G. Arte Periférica, Lisboa); Talvez bombons (2014, G. Arte Periférica, Lisboa); E os rios nascem no mar (2015, Lugar do Desenho/Fundação Júlio Resende); A menina (não) fica em casa (2016, Museu Militar, Lisboa); Na volta da maré (2016, Galeria Municipal do Montijo).  ColectivasDiálogos Iberos (2016, Galeria da UFES, Vitória, Brasil); ArteMadrid (com G. Arte Periférica, Madrid, 2017 e 2018); 34:111 (34 Imagens para 111 Anos), pintura site-specific (2017, Nova Medical School, Lisboa); A possible breeze. Portuguese Modern Art (2017. Minsheng Museum of Contemporary Art, Beijing, China); Belas Artes da Academia. Uma coleção desconhecida (2018, Centro Cultural de Cascais); We Are Europe (2018, Lodz Academy of Fine Arts, Poland).

Partilhar conteúdo: