Performance como desenho, desenho como performance

 

17 de maio | 21h30

JAAP BLONK
Vibrant Islands


"Vibrant Islands é um ciclo de 9 peças para a performance vocal acústica, criado em 2015.

Cada movimento consiste em várias "ilhas" contendo sinais fonéticos, muitos dos quais foram inventados por mim. Durante muitos anos trabalho numa extensão pessoal do Alfabeto Fonético Internacional: BLIPAX (BLonks IPA eXtended). Durante a performance, as ilhas podem ser visitadas em qualquer sequência e também repetidamente. Em cada partitura do ciclo, as linhas costeiras têm uma forma diferente, por exemplo, angular, ameada, retilínea ou arredondada, de acordo com o caráter sonoro predominante do movimento. Uma performance inteira de Vibrant Islands pode demorar entre 18 e 45 minutos."

 

Jaap Blonk é um dos mais reputados poetas sonoros da Europa, com uma presença em cena fortemente teatral e lúdica, o que conjuga magistralmente com o seu virtuosismo vocal. Fez interpretações sonoras de inúmeros poemas de autores como Kurt Schwitters, Tristan Tzara, Hugo Ball ou Artaud. Blonk desenvolveu um trabalho de aprofundamento expressivo, centrado no material fonético, ao mesmo tempo que desenvolveu esquemas notacionais e visuais precisos, que têm vindo a ser exibidos. Apesar das partituras (do autor ou de outros), o trabalho de Blonk é fortemente marcado pela improvisão vocal mais ou menos livre.

Também faz desenhos de larga escala das suas partituras, que têm sido publicadas e exibidas em exposições.

 

Entrada livre

Partilhar conteúdo: