Versão
portuguesa

   

English
version

 

    

     

       
 

8.º aniversário da
Coleção de Carruagens

 
 

«(...) devido ao racionamento de combustíveis provocado pela Segunda Guerra Mundial, a Tonneau brilhou pelas ruas de Cascais, à luz das suas lanternas (...) e fazendo ouvir o seu sonoro claxón»

 
 

2021-03-12

 
 

 

Representação de uma carruagem Tonneau num postal dirigido à 1.ª Condessa de Vill'Alva, Alice Irene Dubraz de Sousa Aráujo (1881-1973)
Pode consultar informação sobre a edição deste postal através deste LINK, na página Web TuckDB Postcards
 
 

 

A assinalar o 8.º aniversário da Coleção de Carruagens, inaugurada no dia 12 de março de 2013, partilhamos vários documentos relacionados com uma das atrelagens deste espaço da Fundação que, de acordo com a sua tipologia, recebe a designação de Tonneau ou Governess Cart.

Embora se trate de uma viatura do século XIX, foi adquirida apenas em 1933 pelo 1.º Conde de Vill’Alva. Por questões de segurança e comodidade, o novo proprietário resolveu introduzir algumas «pequenas» novidades «tecnológicas» não muito comuns numa carruagem como eram as lanternas e a buzina eletrificadas, cujo funcionamento era assegurado por intermédio de uma… bateria!

Estas alterações foram talvez premonitórias e, sobretudo, muito úteis quando, anos mais tarde, devido ao racionamento de combustíveis provocado pela Segunda Guerra Mundial, a Tonneau brilhou, pelas ruas de Cascais, à luz das suas «lanternas» convertidas em farolins e fazendo ouvir o seu sonoro cláxon…

 

 
 

 


Fatura emitida pela Garage Conde Barão, Lda., em nome do 1.º Conde de Vill’Alva, relativa ao valor das alterações e reparações realizadas numa carruagem Tonneau, 1933-10-25

Recibo do pagamento
à Câmara Municipal de Cascais realizado por José Maria Eugénio de Ameida, 1.º Conde de Vill'Alva (1873-1937), do «Imposto de Trânsito» relativo a uma carruagem Tonneau «tirada a um cavalo»
 
       
       
       

 

 

Partilhar conteúdo: