Vidas Ativas 3G

 

 

Data de execução: Janeiro de 2016 a Janeiro de 2019

Área Geográfica: Concelho de Évora

Entidade Financiadora: Segurança Social

Entidade Promotora: Câmara Municipal de Évora

Entidade Coordenadora Local de Parceria: APPACDM - Associação de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental

Entidade Local Executora: Fundação Eugénio de Almeida (atividades do eixo 1 e eixo 3)

Objetivo do Projeto:

Com base de atuação no estabelecimento de parcerias, é objetivo deste projeto fortalecer uma rede de suporte que facilite a proximidade e promova a inclusão das pessoas, potenciando o nível de qualificação, empregabilidade e a capacitação nas várias vertentes da dimensão humana.

Numa perspetiva futura de igualdade de oportunidades e de integração plena, pretende-se impulsionar estilos de vida saudáveis, visionando uma comunidade ativa, participativa e robusta.

Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação

- Atendimentos personalizados a jovens desempregados;

- Apoio na elaboração de currículos, cartas de apresentação e candidaturas;

- Estratégias e técnicas de apoio à procura de emprego;

- Divulgação e disseminação de ofertas de trabalho;

- Acompanhamento, informação e orientação escolar a jovens em risco de abandono escolar;

- Promover experiências práticas em contexto laboral;

- Identificar e potenciar os talentos individuais, motivar os jovens para vida profissional;

- Capacitar jovens licenciados em situação de desemprego;

- Estimular as Capacidades Empreendedoras dos alunos do secundário;

- Criar, Capacitar, Motivar e Fortalecer uma Rede de Jovens Empreendedores;

- Promover novas competências nos artesãos, adequando-os a mercados mais contemporâneos.

Eixo 2 – Intervenção Familiar e parental, preventiva da pobreza infantil

- Sensibilizar famílias de etnia cigana para a adesão ao pré escolar;

- Sensibilizar os encarregados de educação para a importância do envolvimento e desenvolvimento do processo ao nível das competências sociais dos seus educandos, fortalecendo também sua participação ativa em contexto escolar;

- Adequar dinâmicas e atividades, junto de famílias, que vão ao encontro das necessidades relacionais, sociais, culturais e desportivas das famílias, potenciando uma cidadania plena;

- Realizar um estudo com o objetivo de conhecer os fatores que influenciam a situação de desemprego de longa e muito longa duração, como forma de identificar estratégias de intervenção e apresentar propostas para a redução deste fator de exclusão;

- Implementar sessões de competências sociais a crianças do pré-escolar e do 1º ciclo por forma a ajustamento de comportamento e regras;

- Implementar ações que promovam princípios éticos associados ao valor do trabalho, para a construção de um modelo de vida saudável e estável;

- Desenvolver atividades de âmbito cultural, artístico e desportivo com o objetivo de vivenciar experiências facilitadoras de integração social, promovendo estilos de vida saudáveis;

- Implementar sessões de coaching dirigidas às famílias, levando-as a uma participação ativa na construção do seu percurso pessoal, social e familiar; 

- Desenvolver e aplicar metodologias de intervenção de apoio e acompanhamento personalizado à família, promovendo a sua capacitação;

- Sensibilizar as instituições de 1ª linha que acompanham as famílias com menores em risco, para implementação de uma rede de partilha de recursos, humanos e materiais, promovendo o desenvolvimento de instrumentos facilitadores para as ações no terreno.

Eixo 3 – Capacitação da Comunidade e das Instituições

- Trabalho de proximidade com os habitantes e as associações do território (rural e urbano), privilegiando o trabalho em rede e a valorização do seu potencial identitário na animação do território, bem como em torno de necessidades organizacionais, temáticas ou territoriais;

- Capacitar as Instituições do Terceiro Setor com instrumentos e metodologias para melhor desempenho na gestão, rentabilização de recursos e respostas aos clientes, privilegiando a articulação com os instrumentos de planeamento gerais de intervenção social;

- Promover encontros inspiradores com recurso a convidados externos portadores de boas práticas na área revitalização associativa, em diferentes contextos e temas;

- Através de uma metodologia participativa de pessoas com pouca mobilidade, sensibilizar os serviços públicos de utilidade pública, a eliminar barreiras sociais e arquitetónicas existentes no Concelho.

QTS_LogoCLDS   

Partilhar conteúdo: