Fundação Eugénio de Almeida promove a iniciativa Évora Talks

Dedicada à temática da Revitalização das Organizações, teve lugar no passado dia 13 de junho a 1ª edição da iniciativa Évora Talks.

A Évora Talks é uma iniciativa promovida pela Fundação Eugénio de Almeida, dirigida à Comunidade, realizada por empreendedores sociais, técnicos de organizações, investigadores e outros especialistas, partilhando conhecimento e projetos, contribuindo para o desenvolvimento e crescimento do potencial de iniciativas de impacto social.

A primeira edição das Évora Talks teve como tema a Revitalização das Organizações e, neste sentido convidámos um conjunto de organizações a partilharem connosco um pouco da sua experiência como forma de inspiração e revitalização para outras organizações.

Estiveram presentes nesta primeira edição a Cooperativa Operária Portalegrense, através da sua presidente, Alexandra Janeiro, a Associação para o Desenvolvimento Integrado, Terras Dentro, representada pela Presidente da Direção Elsa Branco e Casa do Povo de Canaviais, através da sua presidente Ana Pedrosa e do vice-presidente Nuno Henriques.

Henrique Sim-Sim, Coordenador da Área social e de Desenvolvimento da Fundação Eugénio de Almeida, deu as boas-vindas a todos os presentes e reforçou, mais uma vez a importância destas iniciativas para o desenvolvimento de parcerias a através da partilha de boas práticas e experiências.

Sob a moderação de Nídia Massano, profissional de comunicação, estas organizações partilharam com os presentes um pouco da sua história e das iniciativas e projetos que promovem tendo em vista a revitalização e dinamização das freguesias e populações para as quais desenvolvem o seu trabalho.

Como convidados especiais desta 1º edição contámos com a participação do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo entidade sobejamente conhecida pela sua forma criativa de comunicar, envolvendo os seus utentes na mesma.

Os técnicos desta organização, Ângelo Valente e Sofia Nunes partilharam connosco a história desta IPSS, que, com cerca de 35 utentes e, numa freguesia com cerca de 1500 habitantes se transformaram num fenómeno de popularidade no que respeita ao trabalho que desenvolvem na área da terceira idade.
Esta partilha teve continuidade num jantar informal, animado pelos músicos eborenses Tinho e Luna, durante o qual os participantes puderam continuar o network, a conversar e partilhar as suas ideias e projetos.
Participaram nesta iniciativa cerca de 50 pessoas.

Esta iniciativa foi financiada pelo Programa CLDS VIDAS ATIVAS 3G no qual a Fundação é Entidade Executora para os eixos 1 e 3

   

  

  

  

 

Partilhar conteúdo: