Projeto para empregabilidade da pessoa com deficiência intelectual e doença mental

A Área Social da Fundação Eugénio de Almeida promoveu mais uma edição do Curso de Empreendedorismo, iniciativa de capacitação para o impacto social, que decorreu no Centro de Inovação Social da Fundação entre os dias 18 de março e 2 de maio de 2019.

Dirigido a pessoas com projetos ou ideias com impacto social, este curso integrou um grupo de 10 formandos, e contou com uma equipa de formadores de referência que trabalhou temáticas pertinentes como a identificação e compreensão dos problemas e necessidades sociais, a criação de valor económico e de impacto social, a pro-atividade e a atitude empreendedora, a comunicação, entre outras,  potenciando o desenvolvimento do espirito empreendedor, da criatividade e o desenho de projetos por parte dos formandos.

O curso terminou no dia 2 de maio com a apresentação dos projetos pelos participantes perante m Júri composto por Pedro Ricardo Gomes, responsável pelo Núcleo de Microcrédito e Empreendedorismo Social do Montepio, Mariana Candeias, Secretária Geral da Associação Comercial de Évora, e Margarida Almeida Técnica Superior da Unidade de Inovação e Qualificação da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC).

O projeto vencedor foi “2 Recados | 2 Sorrisos” – Serviços para a Inclusão, da Maria da Conceição Pires, que pretende contribuir para minimizar dois problemas sociais: a ocupação e empregabilidade da pessoa com deficiência intelectual e/ou doença mental com autonomia, com idades compreendidas entre os 18 e os 50 anos de idade, promovendo assim as suas competências pessoais e sociais e o combate ao isolamento, através de um serviço de estafetas, o estafeta “Recados” e o estafeta “Sorrisos”.

O projeto “Vale” – Habitação Partilhada para Famílias Séniores com Filhos Portadores de Deficiência Mental, de Maria Luisa Ferrão mereceu uma menção honrosa, que tem como objetivo evitar a institucionalização de ambos, quando os pais deixam de poder cuidar, e partilhar custos de serviços de apoio (enfermagem, terapias, manutenção e limpeza).


Esta iniciativa foi financiada pelo Projeto CIS / Portugal Inovação Social | PT2020 FSE/POISE.

 

 

   

Partilhar conteúdo: