“A vida de um adolescente” venceu a 2ª Edição do Creativity & Innovation Challenge.

A Fundação Eugénio de Almeida,  em parceria com a Junior Achievement Portugal e a ARS Alentejo Central, promoveu no passado dia 14 de maio a 2ª Edição do Creativity & Innovation Challenge, uma iniciativa que visou sensibilizar, capacitar e incentivar jovens do ensino secundário e profissional a conhecer melhor o problema dos consumos abusivos e dos comportamentos de risco e consequências daí resultantes.
 
Esta 2ª Edição a Fundação contou com a participação de cerca de 30 alunos do ensino secundário da cidade de Évora, nomeadamente do Centro de Emprego do IEFP de Évora e também da EPRAL.
 
Foi proposto a estes jovens, com a ajuda do Coordenador do Centro de Recursos Integrados da Administração Regional de Saúde do Alentejo, Paulo Jesus, o desafio de desenvolver novas soluções para a prevenção e redução do consumo de substâncias psicoativas, a prevenção dos comportamentos aditivos e a diminuição das dependências. Os jovens tiveram assim que aprofundar o conhecimento sobre estes temas e, a partir daí, criar soluções para envolver as famílias na prevenção de consumos nas escolas e para fazerem cumprir a lei do álcool, ou seja, a proibição do consumo antes dos 18 anos.
 
Desta forma, os jovens, usualmente objeto das iniciativas de sensibilização, passaram a ser eles próprios os atores destas iniciativas, colocando-os no papel principal das mesmas.
 
A metodologia utilizada – learning by doing – promoveu o agrupamento dos jovens em equipas que, com o apoio de voluntários-mentores, criaram e desenvolveram uma ideia de produto, serviço ou metodologia para responder a este importante problema social na região. Através desta metodologia, os alunos são orientados para o trabalho r em prazos muito curtos, desenvolvendo também competências interpessoais e empreendedoras, trabalho em equipa, espírito de iniciativa e a capacidade de resolverem problemas.
 
A ideia vencedora foi a “Vida de Adolescente”, desenvolvida por 3 jovens do Centro de Formação Profissional do IEFP, reúne o humor, as novas tecnologias e as redes sociais para conseguir comunicar com os jovens, pais e educadores, focando-se em problemas sociais graves que decorrem nas escolas e outros espaços de ensino e que muitas vezes passam despercebidos aos pais e educadores.
 
O Júri, composto por Paulo Resende da Silva (Departamento de Gestão da Universidade de Évora), José Lopes em representação de Paula Caeiro (Diretora do Centro de Formação do IEFP de Évora) e Paulo de Jesus (Coordenador do Centro de Respostas Integradas da Administração Regional de Saúde do Alentejo Central), apreciou ainda outras 5 ideias de projetos, todas elas baseadas nas novas tecnologias, nomeadamente o “ID Responsability”, o “SCAN Bar”, o “Time to Act”, a “Finger Drink” e “PIPD – Pais informados, pais descansados”.
 
A equipa vencedora vai agora receber apoio de mentoria para o desenvolvimento do seu protótipo e, mais tarde apresentar o seu projeto no Fórum Nacional para o Álcool e Saúde, em Lisboa.

 

 

 

Partilhar conteúdo: