Setor não lucrativo: um dos principais empregadores

17-05-2012

A 17 de maio, o programa Sociedade Civil (RTP2) vai dedicar um programa ao tema “Setor não lucrativo: um dos principais empregadores” com a seguinte abordagem:com a seguinte abordagem:

 

"O setor não lucrativo é a oitava maior força de trabalho do país, empregando 185 mil pessoas e contribui com 2,7 mil milhões de euros para o Valor Acrescentado Bruto. Os resultados avançados indicam que este setor representa 2% do PIB nacional. E a contribuição não é maior apenas porque os salários praticados são inferiores à média.

Deste setor fazem parte associações, fundações, entidades públicas administrativas, órgãos coletivos internacionais e entidades religiosas. Em Portugal, 47% são entidades da área assistência social, como as misericórdias, seguindo-se o movimento associativo (14%), educação (11%) e saúde (7%).

O setor não lucrativo, em Portugal, é maior do que esperavam os autores do estudo da FLAD e, ao contrário do que acontece noutros países, os donativos não são a primeira fonte de receita."

 

A Fundação Eugénio de Almeida foi convidada a participar neste programa, no qual irá estar presente, Henrique Sim-Sim, Assessor da Secretária Geral da Fundação e Coordenador do OSA.

Partilhar conteúdo: